sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

MAIS UM FALSO PASTOR FAMOSO ADERINDO AO DIVÓRCIO!

pastor-ubiratan-batista-job-assembleia-de-deus-de-porto-alegre

Líder da Assembleia de Deus se divorcia de esposa e anuncia novo casamento

O divórcio parece estar em alta no meio evangélico. Desde que o Pr. Jabes de Alencar apresentou sua nova esposa, outros líderes do segmento manifestaram o interesse em fazer o mesmo, assumindo novos relacionamentos amorosos e até casando-se novamente, passando pra outra(s).
Agora foi a vez do Pr. Ubiratan Bapista Job, que já foi vice-presidente da CGADB (Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil), um dos mais importantes cargos na hierarquia da igreja, além de ter sido também presidente da convenção gaúcha da denominação e pastor-presidente da Assembleia de Deus em Porto Alegre. O caso foi deflagrado pelo escritor e teólogo Geremias Couto, que publicou em seu perfil no Facebook uma nota de repúdio junto a uma foto com o convite para o novo casamento do pastor.
Ele disse que o intuito da publicação não é escandalizar mas sim abrir os olhos dos cristãos para a hipocrisia existente no seio da igreja: “Temos de rasgar a hipocrisia que toma conta de nossas instituições e expor a forma despudorada e sem temor com que líderes ‘de respeito’ perdem qualquer senso do ridículo”, disse ele.
Coincidência ou não, o pastor Ubiratan foi aposentado da AD Porto Alegre no final de maio deste ano. Para muitos, o ato serve para tentar abafar o episódio de separação do pastor. Ele ficou a frente da AD Porto Alegre durante 11 anos como pastor-presidente, ao lado de sua antiga esposa, Eliane da Silva Job. Em seu lugar foi nomeado o Pr. João Oliveira.
geremias couto.jpg
convite
Pode casar de novo?
O tema do divórcio gera controvérsias, principalmente quando o ato parte de alguma liderança. Para a grande maioria, o ato é pecado, com base nas palavras de Jesus que dizem que se um homem se separar de sua mulher e vier casar novamente estará cometendo adultério. No entanto, líderes como Pr. Jabes de Alencar, Caio Fábio, o cantor Kléber Lucas e a cantora Lauriete, além do senador cristão Magno Malta, já utilizaram o divórcio, que é um tema não tão combatido pela maioria dos líderes justamente por muitos deles incorrerem nesse ato que é considerado pecado por muitos.
O Portal do Trono entrou em contato com a secretaria da AD Porto Alegre mas até o fechamento dessa matéria não obteve resposta. O espaço continua aberto para que o Pr. Ubiratan e a igreja possam se manifestar.

FONTE: http://www.portaldotrono.com/lider-da-assembleia-de-deus-se-divorcia-de-esposa-e-anuncia-novo-casamento/

Um comentário:

  1. DIVÓRCIO PARA IRMÃOS E
    PARA OS PASTORES

    SEGUNDO A BÍBLIA.

    Bem, meu irmão, acho que todos concordamos que divórcio nunca foi nem é o plano ideal de Deus, divórcio deve ser evitado a todo custo, o pastor e a igreja devem condená-lo e desencorajá-lo o mais veementemente possível. Mas, infelizmente, há casos que já aconteceram e não podem mais ser reparados, tudo que podemos fazer é, obedecendo a Deus e com Sua graça, tentar controlar os prejuízos futuros para que sejam os menores possíveis.

    Caso 1: Um homem está tendo problemas no casamento e procura meu conselho: A Bíblia indica que ele deve fazer o máximo para conservar ou restaurar seu casamento. Deve se arrepender dos seus pecados e erros contra sua esposa e casamento, deve se humilhar, confessar e pedir perdão pelos seus erros, deve perdoar todo e qualquer pecado de sua esposa (afinal, quanto Deus já nos perdoou, quantas infidelidades nossas...), deve pacientemente dar a ela provas e tempo para acreditar na sua mudança, deve insistir sinceramente para restaurar seu casamento. Fazer o máximo possível.

    Caso 2: Um homem se divorciou mas ainda não se casou com outra mulher, e procura fazer o melhor ante Deus: A Bíblia indica que:
    - Primeiramente, ele deve fazer o máximo para refazer seu antigo casamento. Como no caso anterior, ele deve se arrepender, se humilhar, confessar e pedir perdão pelos seus pecados e erros, deve fazer reparação de tudo que puder, deve perdoar sua esposa (afinal, quanto Deus já nos perdoou, quantas infidelidades nossas...), deve pacientemente dar a ela provas e tempo para acreditar na sua mudança, deve insistir sinceramente para restaurar seu casamento. Fazer o máximo possível.
    - Se tal restauração do casamento for totalmente impossível porque ele tem coração duro demais para perdoar uma grave infidelidade ou outro grave desvio sexual da esposa, ou porque sua esposa de modo algum o quer receber de volta (mesmo que ele, já por alguns anos, tenha estado sincera e intensamente tentando tal restauração do casamento), então ele estará livre e poderá se casar com outra mulher, sem desagradar a Deus, desde que seja com uma verdadeira crente (solteira ou viúva).
    - Em todos os demais casos: ele tem culpa ante Deus; portanto, se ele realmente quer alegrar a Deus, deveria considerar a si mesmo como eunuco e não se casar com uma segunda mulher.

    Caso 3: Um homem se divorciou, mas não quis realmente obedecer e servir a Deus somente e ao máximo, portanto não fez nada do acima, ao contrário, foi em frente e se casou uma segunda vez, de forma absolutamente dentro das leis do país. Agora, dedicou sua vida a Deus, quer obedecê-Lo e servi-Lo, e nos pergunta que fazer.
    Bem, a Bíblia indica que: Ele errou em muito, ao se divorciar e se casar com outra mulher. Ele não mais poderá vir a exercer o ofício de pastor, nem sequer o de diácono, por que não ficar contente em servir a Deus de outras formas? Mas poderá vir a ser salvo, a ser batizado e a tomar a ceia do Senhor. Ademais, seria errado a igreja pressionar ou pedir ou esperar ou tolerar que abandone sua nova e fiel esposa, muito mais que abandone os filhos que ela lhe deu. Casos 4, 5, 6: Idem aos casos acima, mas agora referentes a uma mulher. A Bíblia silencia quanto à mulher se separar e se divorciar do marido, e se casar com um segundo homem. Se eu fosse uma mulher, penso que seria mais seguro eu ir pelo lado da segurança e tomar o silêncio de Deus como se fosse uma não provisão para eu me separar/divorciar/casar com outro homem. Mas, se a mulher não quiser fazer com eu faria, não quiser ir pelo lado da segurança, então pelo menos não vá além do que a Bíblia indica nos 3 casos acima, para homens.


    Deus abençoe, irmão.

    ResponderExcluir