segunda-feira, 22 de junho de 2015

150- NÃO FUI PROCURAR UMA R... MAS SEI PORQUE BOECHAT FOI EXPULSO DA GLOBO!

Os podres de Silas Malacheia eu já conheço bem e há anos, então, agora quero falar um podre do argentino (isso mesmo, argentino! Ricardo BOechat nasceu em Buenos Aires) Ricardo Boechat
Nessa guerra eu não favoreço e nem defendo ninguém! Independente do resultado o prejudicado é o povo que fica debatendo e arrumando intrigas entre si, sem dizer na guerra religiosa que joga umbandista contra evangélico etc e tal.
Mas já que conheço, e muito bem o falso profeta Silas, vou postar o que encontrei sobre o jornalista Boechat e porque ele foi expulso da rede picareta Globo!

FONTE: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/os-detalhes-do-imbroglio-que-resultou-na-demissao-de-ricardo-boechat-entao-um-jornalista-respeitado-da-globo-e-da-tv-globo/

Ricardo Boechat
Nome completo Ricardo Eugênio Boechat
Nascimento 13 de julho de 1952 (62 anos)
Buenos Aires, Argentina
Nacionalidade  brasileiro
Cônjuge Veruska Seibel Boechat
Ocupação Jornalista

 

 

Os detalhes do imbróglio que resultou na demissão de Ricardo Boechat, então um jornalista respeitado, da Globo e da TV Globo

Leitores ficaram curiosos para saber detalhes do imbróglio que resultou na demissão de Ricardo Boechat, então um jornalista respeitado, do jornal O Globo e da Rede Globo. Ela se seguiu a uma reportagem da VEJA, publicada em junho de 2001. Boechat me ataca na rádio sem ler o que escrevi. Eu leio o que ele fez e não o ataco. Apenas constato… Acompanhem.
*
O empresário Nelson Tanure é conhecido por se meter em grandes negócios. Baiano, 50 anos, formado em administração de empresas, em pouco mais de uma década já se aventurou por vários setores da economia nacional – quase sempre deixando atrás de si um rastro de polêmica. Foi assim com a Sade, produtora de turbinas para geração de energia elétrica. Em 1990, num controvertido episódio da era Collor, um grupo de fundos de pensão de estatais enterrou 11 milhões de dólares na empresa, que vivia em dificuldades financeiras. Por trás da compra da companhia de Tanure, estaria a mão forte da amiga do peito do empresário e então ministra da Economia, Zélia Cardoso de Mello, que teria pressionado os fundos a aderir à operação. Em sua meteórica trajetória ao olimpo dos grandes empresários, Tanure chegou a ser dono de três grandes estaleiros, que detinham 80% de toda a capacidade instalada da indústria naval do Brasil. Acumulou dívidas tão pesadas que, em 1997, afundou em sua megalomania, sendo obrigado a retalhar seu latifúndio. No ano passado, estima-se que tenha botado no bolso 100 milhões de reais, numa transação espetacular: foi o preço para acertar os ponteiros com os antigos proprietários do Banco Boavista, contra quem vivia em guerra judicial – estes por sua vez tiveram de aceitar o acordo com Tanure para conseguir vender o banco ao Bradesco, que queria comprá-lo sem nenhuma pendência judicial. Recentemente, Nelson Tanure comprou um dos mais tradicionais diários do país, o centenário Jornal do Brasil, estreando no ramo da comunicação.
Nos últimos três meses, Tanure tem-se dedicado de corpo e alma a outro negócio. Coisa de grande vulto e intrincada, como parece ser do seu gosto. Uma empreitada que, segundo se comenta nos meios empresariais, poderá engordar sua conta bancária em até 40 milhões de dólares, caso seja bem-sucedido. Trata-se de uma negociação para o grupo de telecomunicações canadense TIW, sócio de duas empresas de telefonia celular no Brasil: a Telemig Celular e a Tele Norte Celular, avaliadas em 2 bilhões de dólares. A tarefa de Tanure é desfazer o nó em que a TIW se embolou ao formar uma complicada e nada amigável sociedade com o Banco Opportunity, de Daniel Dantas, outro baiano não menos polêmico. A sociedade foi formada na privatização do sistema Telebrás, em 1998, e tem ainda como parceiros cinco grandes fundos de pensão. O embaraço está no acordo de acionistas que Dantas conseguiu produzir, numa jogada de mestre. A TIW, por exemplo, uma operadora de telefonia que, pelo menos em tese, deveria intervir na gestão de uma companhia telefônica, não tem poder nem para nomear um contínuo. Por causa desse acordo, há quase três anos os sócios se engalfinham numa disputa sem tréguas pelo controle das empresas. 
Agora surge mais um ingrediente nesse enredo. Uma série de fitas, que mostram com crueza impressionante a montagem de uma operação de guerra para derrubar um adversário do mundo dos negócios. Nas últimas semanas, a existência dessas fitas, ao que tudo indica gravadas ilegalmente entre os meses de março e abril, tornou-se o rumor da hora entre jornalistas bem informados, empresários e políticos. VEJA teve acesso ao material gravado. Ali se apresenta um exemplo extraordinário de como funcionam os bastidores de algumas grandes negociações. Dos diálogos saltam estratégias secretas e ataques pesados, que permaneceriam para sempre camuflados pelos discursos oficiais, obviamente mais polidos, articulados. Pela primeira vez os bastidores de um caso concreto são revelados em estado bruto. As fitas mostram apenas um lado atuando, e o leitor deve levar essa peculiaridade em consideração.
As gravações reproduzem diálogos de Tanure com o presidente mundial da TIW, o canadense Bruno Ducharme, definindo estratégias de atuação contra o Banco Opportunity, de Daniel Dantas. Foram flagradas também conversas do principal assessor de Tanure, Paulo Marinho, uma peça ativa nas negociações em favor dos canadenses. Marinho, que até o ano passado trabalhava para Daniel Dantas, é um personagem bastante conhecido na sociedade carioca. Está sempre próximo de cabeças coroadas do mundo dos negócios e de mulheres bonitas, como a atriz Maitê Proença, com quem foi casado. As gravações envolvem também um dos mais influentes e respeitados jornalistas do país, o colunista Ricardo Boechat, do jornal O Globo.
Na fita, ele aparece participando de uma operação para ajudar Tanure. Em um dos diálogos, ocorrido em 15 de abril, Boechat conta a Marinho os termos da reportagem que está escrevendo para revelar manobras do Opportunity e que seria publicada no dia seguinte em O Globo. Pela conversa, fica evidente que a direção do jornal não foi informada sobre o grau de ligação do jornalista com Nelson Tanure e sobre o fato de que a reportagem foi minuciosamente discutida com Paulo Marinho (veja a reprodução de trechos). Não há nenhuma menção a favor, pagamento e outras práticas irregulares de compensação. Boechat e Marinho são, aliás, compadres e amigos de longa data. Curiosamente, a reportagem acabou sendo usada, dez dias depois, como peça de processo na ação judicial dos fundos de pensão – aliados da TIW – contra o Opportunity. Advogados utilizam com frequência reportagens para embasar ações que impetram. No caso de Boechat, a combinação anterior pelo telefone com Marinho – e, muito especialmente, os termos usados na conversa – é que torna a história constrangedora. “Minhas fontes não são o cardeal Eugênio Sales nem o presidente do Supremo Tribunal Federal. Já negociei matérias com Daniel Dantas também. Não levo vantagem financeira com isso”, diz Boechat. “O que quero é a notícia.” Em outro diálogo, não reproduzido nesta reportagem, o jornalista instrui Tanure sobre como agir e o que falar numa conversa com João Roberto Marinho, vice-presidente das Organizações Globo, para passar a imagem de um empresário sem ambições políticas nem projeto de poder – características que a Globo não veria com simpatia no concorrente dono do Jornal do Brasil. Uma análise feita na semana passada, a pedido de VEJA, pelo perito Ricardo Molina concluiu que “todas as evidências indicam que, acima de qualquer dúvida razoável, a voz analisada é do jornalista Ricardo Boechat”. Molina afirma também que “não existe nenhum indício de manipulação que possa representar tentativa de montagem”.
É evidente que o mundo dos negócios não vive permanentemente nesse clima de ataques abaixo da linha da cintura. Mas quando um dos personagens da briga é Daniel Dantas, um economista de 45 anos, considerado um dos mais brilhantes de sua geração, dificilmente se pode esperar um cenário de calmaria. O dono do Opportunity é um operador audacioso como poucos. Em apenas seis anos transformou seu banco num colosso que administra fundos de investimento no valor de 3,4 bilhões de dólares. Seus domínios se estendem a setores tão diversos quanto saneamento, transportes, telecomunicações, portos, metrô, internet e futebol. Tem uma capacidade para fazer inimigos tão espetacular quanto seu talento para os negócios. A briga pela Telemig Celular e pela Tele Norte Celular é a mais perfeita tradução do jeito Daniel Dantas de atuar.
Para participar do leilão de privatização das duas empresas, em 1998, o Opportunity se associou à TIW e aos fundos de pensão. A TIW entrou com 49% dos recursos necessários para a compra das empresas. Os fundos de pensão, por sua vez, entraram com 24% de investimento direto, mais 27% através de recursos aplicados em um fundo de investimento do Opportunity, que colocou ali uma parcela correspondente a menos de 1% do valor da operação. No leilão, o sócio canadense desembolsou, sozinho, 380 milhões de dólares, com a promessa de ter participação na gestão das empresas adquiridas. Foi feita uma carta de intenções estabelecendo essas bases para o contrato. Tudo ficou só como intenção. 
Batido o martelo, começou a confusão. Quinze dias depois do leilão, Dantas sinalizou para os canadenses que o acordo inicial não valia mais. Num estranho acerto com os presidentes dos fundos de pensão, o Opportunity montou uma sociedade totalmente diferente da desenhada inicialmente com os parceiros estrangeiros. Na época, os fundos eram capitaneados por Jair Bilachi, da Previ, o fundo de pensão do Banco do Brasil, e por Francisco Gonzaga, da Petros, o fundo de pensão da Petrobras, que deixaram o cargo sob suspeita de má gestão dos recursos dos fundos. A estratégia de Dantas foi juntar os recursos dos fundos de pensão em uma só empresa, a Newtel, que passou a deter 51% das ações da Telpart, holding da Telemig e da Tele Norte. Embora tivessem maioria das ações, os presidentes dos fundos concordaram em passar para Dantas o poder de gerir a companhia, incluído aí o direito de escolher todos os dirigentes das duas celulares e de definir todos os fornecedores. Assinaram ainda uma cláusula bizarra, em que os conselheiros dos fundos se obrigam a votar com o Opportunity, qualquer que seja a decisão do banco. Caso votem contra, são imediatamente destituídos. Dantas conseguiu manter-se forte enquanto teve os fundos do seu lado. No entanto, as novas diretorias dos fundos de pensão começaram a questionar os acordos feitos por seus antecessores. A briga esquentou quando os dois sócios se uniram contra Dantas. Os fundos e os canadenses querem que a Newtel seja desfeita e que, em seu lugar, seja criada uma sociedade em que os três sócios tenham pesos iguais.
Foi em março, no meio dessa confusão, que Nelson Tanure surgiu na história como a figura que poderia salvar os canadenses. O presidente da TIW, Bruno Ducharme, vislumbrou a chance de encontrar um competidor à altura de seu adversário. Tanure era o homem. O que fica claro nessa história é que os canadenses, que entendem quase nada de Brasil, acharam que Tanure conhece suficientemente as artimanhas do adversário para jogar um jogo de igual para igual. A manobra parece ter começado a dar resultado. Há cerca de um mês os sócios conseguiram uma vitória em cima do parceiro indesejado. Emplacaram o novo presidente da Telemig e da Tele Norte, que passou a ser o executivo Gunnar Vikberg. A manobra para a escolha do novo executivo foi montada com a ajuda de Tanure, que combinou a operação com Ducharme, por telefone. “Nosso foco é para tentar tirar o diretor (escolhido por Dantas)”, explica Tanure, num dos trechos grampeados. Deu certo, embora seja uma vitória provisória, questionada na Justiça pelo Opportunity, que já conseguiu destituir Vikberg da presidência da Telpart.
Enquanto os dois sócios se armam para tentar enfraquecer Daniel Dantas nas duas telefônicas, o banqueiro baiano tenta garantir as conquistas obtidas. Nos últimos meses, tem feito ofertas aos fundos para a compra das empresas. Quanto aos canadenses, embora sejam o maior acionista individual, suas ações não têm o mesmo poder de fogo sem o controle das empresas, que continua nas mãos de Dantas. Até o final da contenda, as entranhas dessa guerra bilionária deverão ficar cada vez mais à mostra. Mesmo porque o jogo de poder entre Dantas, Tanure, canadenses e fundos de pensão está longe do epílogo. Estão todos operando os meios à disposição com ferocidade.
*
Leiam este diálogo de Boechat com Paulo Marinho, assessor de Nelson Tanure:
Síntese:
Nesta conversa que teve com Paulo Marinho, braço direito de Tanure, Boechat relata os detalhes de uma reportagem que escreveu e seria publicada no jornal O Globo no dia 16 de abril contando as manobras planejadas por Daniel Dantas para uma assembléia. O jornalista leu a reportagem inteira para o assessor de Tanure, que aprovou. “Tá ótima”, comentou Paulo Marinho. “A matéria diz tudo que a gente queria falar.” Dez dias depois, a reportagem de Boechat integraria os documentos de uma ação judicial (reproduzidos acima) movida pelos fundos de pensão contra o Opportunity. Tanure e os fundos estão do mesmo lado da trincheira.
Secretária – Pronto.

Boechat – Oi, o Paulo, por favor.

Secretária – Quem deseja?

Boechat – Ricardo Boechat.

Secretária – Um momento…

Boechat – Obrigado.

Paulo Marinho – Oi.

Boechat – Oi.

Paulo – Diga lá…

Boechat – Seguinte: primeiro acho que a matéria talvez saia assinada…

Paulo – Hum, por você?

Boechat – É…

Paulo – Tá…

Boechat – E aí temos que ver o seguinte… Eu estive pensando… Esta é uma possibilidade
que eu preferi não perguntar. Vou te dizer o seguinte: eu também meio que descobri que
não adianta muito tentar dissimular esta relação, não.

Paulo – Entendi.

Boechat – Eles já identificaram esta relação, certo?

Paulo – Certo.

Boechat – …que acabou sendo meio escancarada com este convite pra eu ir pro JB.

Paulo – Perfeito.

Boechat – E, por mais que eu tenha dado como uma iniciativa do Mario Sérgio (Conti, diretor de redação do JB)… Ninguém… ficou aquela… o João Roberto, o Merval, o Luiz Eduardo (integrantes da cúpula do jornal O Globo)… Todo mundo sabe que o Nelson (Tanure) tem uma relação de amizade pessoal.

Paulo – Certo.

Boechat – Eu pensei em dizer ‘não assina, não’. Mas preferi ficar calado.

Paulo – Acho que você dizer pra não assinar eu acho um erro. Tu não pode dar esta montaria pra esses caras…

Boechat – Sabe o que mais? O último detalhe é o seguinte: aquela última nota nossa do dia 3, quando a gente… quando teve a reunião do conselho, que eu dei a história da demissão, lembra? Da demissão do Arthur(Carvalho, cunhado, braço direito de Daniel Dantas no Opportunity e o representante do banco nos conselhos de administração das telefônicas)…

Paulo – Lembro.

Boechat – Eles… quando deu, eu assinei. Eu dei na Agência Globo sem assinar.

Paulo – Eu sei, você disse que eles identificaram em dois minutos que era sua a nota…

Boechat – Eles botaram no ar um desmentido com meu nome. Então é ridículo eu ficar dissimulando…

Paulo – Claro.

Boechat – Se fosse uma coisa clandestina.

Paulo – Também acho, você tem razão.

Boechat – Conheço o cara e… ele é uma fonte e tá me dando uma notícia…

Paulo – Exatamente. Aliás, é um erro dissimular isso. Agora também é o seguinte, quer dizer…

Boechat – …(inaudível) escancarar.

Paulo – Mas também se os caras não colocarem com seu nome, você não vai reclamar por causa disso.

Boechat – Não, de jeito nenhum. Enfim, outra coisa, diferentemente do seu material é preciso falar com o Nelson: “Nelson, a adjetivação não é uma característica da notícia. Não tem como adjetivar”.

Paulo – Perfeito.

Boechat – Então, o texto que eu mandei pro Duda, o cara que tá fechando a edição pra amanhã…

Paulo – Rãrã…

Boechat – Me disse que tá dando bem. Então, suponho que ele vá dar a matéria na íntegra, pá-pá-pá. Não sei que título ele vai dar. Seguinte: o texto que eu mandei, eu disse assim pro Mineiro (Luiz Antonio Mineiro, editor de Brasil de O Globo): ‘Mineiro, aí vai a matéria. Eu não consegui falar com o pessoal da Economia, mas tentarei mais tarde. Estou no telefone tal. Se for preciso peça à telefonista… Acho que este assunto vai dar um bom caldo. A intenção de demitir os conselheiros dos fundos consta da ata da assembléia convocada pelo Opportunity no dia 17 no Monitor Mercantil (jornal carioca de economia). E a estréia do ex-governador (Antônio) Britto (que acabara de ser contratado pelo Opportunity) no fascinante mundo do lobby financeiro, quem diria?, ainda não foi revelada por ninguém’. Aí vai o texto…’. Um abraço, Boechat’ e tal. Aí, começei da seguinte maneira. É um texto curto e tal. Dizendo assim: (O jornalista lê na íntegra a reportagem que foi publicada em O Globo no dia seguinte.)

Paulo – Tá ótima a matéria, diz tudo o que a gente queria falar.
Boechat – Agora, não dá pra dizer que a atitude é ilegal, entendeu? Mas é isso aí.
Paulo – A matéria tá muito bem-feita, meu querido. Tá na conta. Não precisa botar mais p… nenhuma, não. O resto é como você falou: é adjetivação que você não pode colocar. (…)

Boechat – Os caras disseram que vão dar bem a matéria, vamos ver. (…)

Paulo – Amanhã, eu te ligo pra te dar notícia da matéria.

Boechat – Pra saber se deu certo
Por Reinaldo Azevedo

DEIXEI OS COMENTÁRIOS PARA QUE LESSEM E QUESTIONASSEM SOBRE ELES TAMBÉM. AFINAL DE CONTAS, TRÊS OU MAIS CABEÇAS PENSAM MELHOR DO QUE UMA, NÃO É?

Comentários:
·  adailson
19/6/2015 às 11:57 pm
esse Boechat adora meter o pau em Católico Boechat safado Argentino desgraçado nojento ainda Foi bater de frente com Silas kkk Boechat é um otário
Ari
19/6/2015 às 11:56 pm
E agora Boechat? O que vc tem para falar ? O teu negócio é ficar dando risada das piadas sem graça do Simão!
Fala mal dos outros e não consegue enxergar e esquece os seus próprios erros lamentável!!!
Eduardo
19/6/2015 às 11:48 pm
Olá, eu também vi o vídeo do Silas Malafaia e vim conferir o que o Sr. Boechat aprontou.
Emerson Luz
19/6/2015 às 11:46 pm
É fácil Sr. Boechat brincar de machão atrás de um microfone, sendo que tem um passado sujo…rs..eu rio muito pois este informante de empresários (leia-se “mafiosos”), acaba se enrolando na própria falta de inteligência e ganância.
José Piires
19/6/2015 às 11:33 pm
Olá Reinaldo,
Acabei de tomar ciência do caso BOECHAT vs SILAS. Em vídeo resposta, este último recomenda a gente saber como foi a saída do jornalista do globo. No vídeo-arenga o Boechat manda o Silas procurar uma “r…”; isso mesmo, sem argumentos o manda fazer isso em resposta a uma postagem do Silas em sua página.
Bom de briga que é, o polêmico Pastor o desafia para um debate, que prontamente o jornalista não aceitou, a pretexto de não dá palanque ao Silas. ( Na verdade, em bom português, o Boechat arregou descaradamente)
O cara tem telhado de vidro, e anda confundindo argumento com xingamento.
Silva
19/6/2015 às 11:32 pm
Tudo que eu tenho é do suor do meu “trabalho”! Sei…
Parece que vejo o Silas dizendo: Não contavam com minha astúcia! kkkkk… por essa ele não esperava.
Márcio
19/6/2015 às 11:28 pm
É uma vergonha um apresentador, que muitos dizem ter grande reputação, usar o microfone de uma rádio de tamanha audiência para eivar a imagem de outras pessoas. Um bom profissional da comunicação, penso eu, é aquele que fala apenas o que é decente, verdadeiro e que realmente vai ser útil para o ouvinte. No entanto, o Ricardo Boechat deveria sentar no banco da “faculdade” do Boris, do Fernado Mitri,etc., para aprender ser bom crítico.
raio
19/6/2015 às 11:20 pm
Teve uma época que eu era um assíduo ouvinte desse cidadão. Mas se perdeu pelo caminho,tropeçando totalmente na falta de conhecimento em muitas matérias que colocava no ar, ofendendo uma classe porque uma meia dúzia cometia alguma atitude incompatível com a profissão, esse cidadão de nacionalidade Argentina,ñ perdoava toda a classe, dizendo que esses profissionais são todos ladrões, que tem que exterminar essa classe, generalizado totalmente, fazendo que eu cinta vergonha diante do meu filho, uma vez que essa instituição ñ presta pra nada.é meu amigo telhado de vidro,
Vilmar
19/6/2015 às 11:16 pm
As obras humanas são manifestas, não dá para esconder. A partir dessa nota não acompanho a rádio/tv Bandeirantes. #indignado.
Vitor Claus
19/6/2015 às 11:16 pm
Boechat “Silas” cou.
Ferreira
19/6/2015 às 11:15 pm
Então esse sr Boechat já vivia perdendo a linha!!
Bruno Gustavo
19/6/2015 às 11:11 pm
Fui ler o diálogo entre o Boechat e o Paulo Marinho, daí não me contive, tive que imitar a voz do Boechat, saiu igualzinho. Esse Boechat, quem não te conhece, que não te compre.
Jamerson
19/6/2015 às 10:49 pm
Paspalhão é você, Boechat.
End Story
edney
19/6/2015 às 10:46 pm
o cara é trairão escamado daqui uns dias ta na lona
marcelo
19/6/2015 às 10:43 pm
Um sujeito que tem mais de 60 processos nas costas se acha com moral para criticar Malafaia… só rindo mesmo. Chega a envergonhar quem é jornalista sério de verdade, ter um troço desses em seu meio.
Marcio
19/6/2015 às 10:41 pm
Que papelão em sr Boechat, muito imparcial e estadista. Pois é pr. Malafaia quem ouve este “ótimo” jornalista imagina que é santo….bota telhado de vidro nisso!!!
Manuel Gomes
19/6/2015 às 10:33 pm
Que vergonha Ricardo Boechat! Fica tirando onda na Rádio e gosta de falar o que quer, mas só não fala da vergonha das suas ações.
Obrigado ao pastor Silas por nos deixar curiosos pela demisão do cidadão Boechat.
Gattuso
19/6/2015 às 10:31 pm
O Boechato é mala, um cara que vivia defendendo os blackblocs dizendo que tinha que quebrar tudo mesmo, vivia falando isso em rede nacional, Esse senhor não merece crédito algum! é mais um pseudo jornalista de butique, só a Band pra pegar esses refugos. Boechato se aposenta e vai cuidar de plantas na roça!
Hezio Pinto
19/6/2015 às 10:31 pm
Nem precisava eu ter vindo olhar, podemos saber o tipo d pessoa q Boechat é pelo nivel das palavras dele…e se diz um jornalista respeitado exercendo a função de comunicador com um palavriado tão medilcre…é isso é o Brasil ;)
marco antonio
19/6/2015 às 10:31 pm
Esse cara que se diz jornalista… Escutei ele esculachando uma vez O Exército Brasileiro só porque viu soldados varrendo calçada do quartel, daí vê o que esse cara se preocupa
hezio
19/6/2015 às 10:30 pm
Nem precisava eu ter vindo olhar, podemos saber o tipo d pessoa q Boechat é pelo nivel das palavras dele…e se diz um jornalista respeitado exercendo a função de comunicador com um palavriado tão medilcre…é isso é o Brasil ;)
eres crispim
19/6/2015 às 10:27 pm
Vendo o pastor Malafaia convidando o Ricardo Boechat para um debate cara a cara vim até aqui nesse espaço para tentar descobrir alguma coisa, porque o Ricardo Boechat disse que não daria esse oportunidade ao pastor Malafaia em um debate, agora entendo a recusa do debate,tem um ditado popular que diz: quem não deve não teme.
Nelson
19/6/2015 às 10:24 pm
Blz. Vcs fazem julgamentos de vida. E os fatos? Caso Silas e Boechat, seja isso, ou aquilo e outras coisas e outras coisas e outras coisas. O que interessa é o olhar objetivo sobre o caso específico. Reví a reportagem sobre Boechat tramando sua saída da globo, e na real, todos querem ir, está, permacenecer, na globo, e Boechar quer ir pro jb. Mas em resumo, o Nosso, digo Nosso, indiferente a questão de paixões, Nosso Brasil se diluindo, e ficamos discutindo os malabostas e o boechatos.
Paulo Sérgio Rocha
19/6/2015 às 10:16 pm
É, Boecha, não tem moral pra falar do Silas.
Augusto Lima
19/6/2015 às 10:08 pm
Vim conferir também. Boechat se for abrir tua boca num debate vai ser esmagado. Pior é que deve ter outros que fazem a mesma coisa, até favorecendo os pastores. Mesmas estratégias usando a imprensa marrom.
luciano
19/6/2015 às 9:49 pm
Grande Bosta Silas Malafaia, Um ladrão Conhece o outro! tudo farinha do mesmo saco!
paulo
19/6/2015 às 9:40 pm
O indeciso Boecat cara do Smigol”do Sr dos aneis meu precioso”deixei de assisti quando vi ele chamar de idiota,ele tem que ser imparcial,ele não a tênue linha do dela e deca.
Edvideo
19/6/2015 às 9:38 pm
Esse Boechato é uma piada, já arrumou confusão com a jornalista do SBT Sheherazade por motivo pífio e agora que pagar de bom samaritano, só a Band mesmo pra ter profissionais, isto é enganadores com Boechat, Neto, Datena dentre outros.O motivo da sua saída da Globo diz tudo. É Brasil!!!!!
Emerson
19/6/2015 às 9:34 pm
Também vi a resposta do Silas e vim conferir, nem precisava pois o tom que o este tal de Boechat usou foi de intolerância religiosa(evangelica) pura, generalizou atacou bases da fé cristã, como vida eterna após morte e na maior esculhambação. E muitas pessoas da midia tem usado estes mesmos argumentos para denegrir pastores e evangelicos. Não vejo fazendo isto contra nenhuma outra religião, mesmo os catolicos.
Ricardo
19/6/2015 às 9:30 pm
E ai Boechat,fala muito agora…
Anónimo
19/6/2015 às 9:30 pm
Também vim conferir o que eu já suspeitava, quem fala o que quer, ouve o que não quer. Um cara como esse ainda é âncora de um jornal?!? Agora ele pegou um que desafia ele de frente e vai ter que provar tudo o que disse. Pra cima dele pastor Silas Malafaia.
Carlos
19/6/2015 às 9:29 pm
Assisto ao telejornal da Band, é um jornalista e tanto, mas mexeu com um homem serio difamando sem razão ou motivo que o valha, desnivelou se e perdeu se em sua fala, com deus ninguém brinca, que se faça justiça nos tribunais, somos Cristãos, mas não bobos
mendes
19/6/2015 às 9:26 pm
Boechar perdeu a razão ,levou para o pessoal.
Ebenezer Saint
19/6/2015 às 9:24 pm
Eu era fã desse cara o jornal da Band era o único que eu assistia e a tinha suas opiniões como referência, depois dessa foi demais. Hoje não fez os comentários como de sempre, achei estranho até chegar aqui…
waldir
19/6/2015 às 9:13 pm
boechat até 10 minutos atraz vc tinha meu respeito mas depois do palavrão e a forma que vc se portou ao receber uma critica e ao ler um pedacinho do seu passado fiquei estarecido e desanimado com jornalistas também em especial vc! vc não tem morau pra criticar ninguém pede o bonê e aposenta! nas minhas manhãs não ouvirei vc mais! fui
Luciano Alves
19/6/2015 às 9:11 pm
Fala dos outros e é um imundo. Essa é a pior raça que tem.
Antônio
19/6/2015 às 8:39 pm
Nome completo: Ricardo Boechat Tanure
Moraes
19/6/2015 às 8:33 pm
Ao que parece o boçal chamado Boechat não é tão íntegro quanto encena. Não é frio nem quente: é morno. E, por isso, dá vontade de vomitar. É um relativista: o inferno são os outros, mas, a si próprio, não penitencia. Sejamos sinceros. Ninguém presta favores sem interesse. Nesse caso, qual o galardão do interesse de Boechat? É, sem dúvida, para se imaginar.
waldemir ferreira santanna
19/6/2015 às 8:13 pm
caro Boechat dessa vez a vaca foi ´para o brejo com chifre e tudo meu caro vc não deveria falar da maneira como vc falou e afirmou que o Silas encharca dinheiro dos evangélicos, pois bem isso vc vai ter que provar meu caro e não vai ser fácil não, tu perdeu a oportunidade ficar calado vim aqui como o Silas indicou no vídeo para confirmar o que ele falou e ele não mentiu não .
João Pedro
19/6/2015 às 7:49 pm
Vi a resposta do pastor Silas Malafaia em vídeo para Ricardo Boechat e vim aqui conferir o que aconteceu na época. Telhado de vidro.
kostolias
4/4/2015 às 8:24 pm
o cara vive tirando sarro de todo mundo, e agora josé, vai ligar para o zé simão e pedir que o “presidente” faça piada de voce, é zé mané, esticou tanto a corda que se enforcou junto aos caras do petrolão, mensalão, anões da corrupção, cara, ficou feio, será que vão colocar o Neto para fazer o jornal, afinal no Brasil quem não tem estudo é até presidente da republica, porque um cara que nunca estudou jornalismo não pode apresentar o jornal da band, sai um panaca entra outro, ou vão convocar o bacci outra vez, um pior que o outro.
Du Costa
27/8/2014 às 8:59 am
Um bom jornalista e crítico político é aquele que não toma partido. Critica quando necessário e conveniente, independente de nome nome do candidato e/ou partido politico. Tudo o que esse Boechat não é. E ainda colocam esse dito cujo para ser intermediador num debate entre candidatos. Só a Band mesmo.
Paulo
7/5/2014 às 7:44 pm
Esse cara é um “comuna” recalcado e ateu.É capaz de qualquer coisa para aparecer na rádio/tv Bandeirantes…
Kim Cruz
6/5/2014 às 10:25 pm
Esse medíocre entre outras coisas já incitou as pessoas a agredirem PMs que estavam em serviço controlando o trânsito por causa de uma manifestação próxima ao Aeroporto de Congonhas, e mais uma coisa, esse boçal nem mesmo é brasileiro, pra que não sabe o traste é argentino!!!
Kim Cruz
6/5/2014 às 10:13 pm
Esse…Boechart não passa de esquerdista ordinário entre outras coisas incitou pessoas a agredirem PMs que estavam controlando o trânsito durante um protesto em São Paulo, …deveria voltar pra terra dele porque pra quem não sabe esse medíocre nem brasileiro é, é argentino, fica a informação.
amaury vieira
18/2/2014 às 1:02 pm
Assisto o Boechat todos os dias na Bandnews só pra saber como pensa o inimigo, pois que ele representa tudo que abomino: é mais falso que nota de 15!
Charles A.
23/6/2013 às 4:24 pm
Esse Charles A.09/12/2012 às 23:33 aí não sou eu!
J.B.CRUZ
23/6/2013 às 3:06 pm
Aprendi com meu avô paterno uma pérola para o bem viver…””Como todo o ser humano não é perfeito e varia entre o BEM e o MAL a qualquer momento na sua vida;devemos sempre capitalizar as boas ações; e, ignorar as más ações dos outros””….
Maxiliano Mancano
22/5/2013 às 1:20 am
Boechat embora da BAND UFA! Irei poder assistir aquele jornal! Embora estou adorando o trabalho da Rachel pelo SBT!
Não sei se é impressão minha! Boechat era anti Paulista! E um militante de Esquerda até fico desconfiado, pelo patrocinio das estatais!

8 comentários:

  1. Perdeu uma oportunidade de ficar calado Boechat boiola argentino nazista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. POIS É AMIGO! NA VERDADE OS DOIS DEVERIAM CALAR A BOCA. O POVO NÃO PRECISA DE GENTE COMO ESSAS DUAS FIGURAS!

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. O BOECHAT NÃO É AMADO PELO POVO DO RJ A TOA, INCLUSIVE PELA MAIORIA EVANGÉLICA,...É UM GRANDE HOMEM !!!...
    ..COMO O AMIGO DEVE SER DEMOCRÁTICO, E CORAJOSO, AGUARDO O "ROSÁRIO" DO SILAS TAMBÉM!!!...COM A MESMA URGÊNCIA, POR FAVOR !!..

    ResponderExcluir
  4. O BOECHAT NÃO É AMADO PELO POVO DO RJ A TOA, INCLUSIVE PELA MAIORIA EVANGÉLICA,...É UM GRANDE HOMEM !!!...
    ..COMO O AMIGO DEVE SER DEMOCRÁTICO, E CORAJOSO, AGUARDO O "ROSÁRIO" DO SILAS TAMBÉM!!!...COM A MESMA URGÊNCIA, POR FAVOR !!..

    ResponderExcluir
  5. Esse "Debochato" é ridículo. Tenta mostrar para o povo que está gostando das piadas sem graça do Zé "Sei não". Fica rindo daquelas bobagens. Ou ele não vê graça e RI POR FALSIDADE; ou, de fato, ACHA ENGRAÇADO TANTA IDIOTICE. Neste caso, não sei o que é pior. Definitivamente, não dá pra dar audiência pra esse sujeito!

    ResponderExcluir
  6. boechat é um comunista safado

    ResponderExcluir
  7. Acho que esse cara,o tal Boechato, já passou da hora da Band dar as contas dele, É um Ateu escroto, um militante de esquerda que incita os seus ouvintes a se insurgirem contra as Forças Armadas, tenta colocar as suas opiniões na sua Coluna diária da Band News de forma grosseira e desrespeitosa, como se ele fosse o dono supremo da verdade absoluta, e de deforma acintosa derrama as suas verborragias, tentando fazer. É um esquerdopata que denigre a todo momento com palavras de baixo calão a imagem do Congresso Nacional, o Judiciário e o Executivo. Esse Argentino, é um comunistas escroto e elitista! O Exército Brasileiro agiu com mão de ferro mesmo, a pedido do povo brasileiro, mas tinha quer assim mesmo Para derrotar essa militância comunista a qual ele pertence.Ele não tá com essa bola toda não. Não foi à toa que ele foi expulso da Rede Globo e do Jornal o Globo, por trair a confiança editorial da emissora no caso Opportunity/Daniel Dantas. Tá na hora do Fernando Mitre puxar os orelhoes dele e enquadrá-lo

    ResponderExcluir