segunda-feira, 6 de outubro de 2014

62- MAIS UM PROTÓTIPO DA MARCA DA BESTA!



Depois dos óculos e do relógio inteligente, empresa aposta no sucesso da tatuagem eletrônica


Inovação| 04 de outubro de 2014 | 6h 00



http://pme.estadao.com.br/noticias/noticias,depois-do-oculos-e-do-relogio-inteligente--empresa-aposta-no-sucesso-da-tatuagem-eletronica,4889,0.htm
Criadora da pulseira Fitbit quer utilizar novidade para abrir portas, compartilhar arquivos e monitorar a saúde


 A startup americana NewDealDesign é conhecida no mundo todo por impulsionar a onda das tecnologias vestíveis com sua Fitibit, a pulseira que mensura a saúde e os exercícios que você faz. Recentemente, ela respondeu a um desafio de design conceitual com uma  ideia ainda mais inovadora, tatuagens inteligentes. Ou seja, mais ou menos a mesma coisa que fazem as pulseiras, mas debaixo da sua pele.

A ideia do Project Underskin é criar uma 'tatuagem inteligente digital', que seria implantada na sua mão. Ela poderia realizar inúmeras tarefas, desde a medição da saúde e exercícios que já conhecemos até abrir portas, transferir informação através de apertos de mão e até mesmo dizer qual é o nível de açúcar no seu sangue.

A ideia de fazer um implante pode parecer muito invasiva, mas os desenvolvedores lembram que isso acontece, por exemplo, em tatuagens ou piercings. "Tem gente implantando métodos contraceptivos", lembra Jaeha Yoo, diretor da NewDealDesigns, em uma entrevista à fastcodesign. No mais, a empresa afirma ter se reunido com outros empreendedores pelo menos três no ano passado para falar sobre tecnologia invasiva. "É um reflexo do que a tecnologia será em uma década", afirma.
Para proteger a privacidade, os criadores pensam em criar uma tatuagem que tenha duas faces: uma voltada para as costas da mão, e outra mais íntima, voltada para a sua palma. Além disso, para proteger a privacidade, a informação seria codificada em um formato, que pode ser específico para cada usuário, como uma impressão digital. Talvez o mais maluco da historia toda é que eles querem que o aparelho seja alimentado pelas mesmas reações químicas que alimentam, enfim, o seu corpo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário