terça-feira, 16 de julho de 2013

47- Ridículo: Cantoras gospel prestam solidariedade e APOIO para Dilma Rousseff!


  A situação está complicadíssima, está suja até o pescoço, e se nós que somos vermes podemos ver isso, imagina o que DEUS está vendo, ele que é onisciente?
  Não vi nenhuma dessas cantoras “gospel” saindo em defesa da verdade da palavra de DEUS quando os gays se uniram e jogaram os escritos sagrados no chão, elas simplesmente se calaram e não deram a cara. Será que foi por medo de deixar de vender cd para a comunidade gay? Deve ser!
  Bem, leia o artigo e tome as suas conclusões.
André de Moraes.




 
Máscaras caem! Que tipo de "cristãos" se encontraram com Dilma?


Ana Paula Valadão é membro do P.E.A.C.E (http://youtu.be/2a-j3a7U-t0) que por associação a liga a um programa chamado "objetivo do milênio" da ONU, repito ONU!!! 

Ela já afirmou trabalhar junto com Rick Warren no projeto PEACE, Rick Warren que é um membro ativo em vários programas da ONU, e também membro do mal afamado CFR.
Isto posto, Ana está envolvida até o pescoço com os planos subjacentes da elite globalista.
Este momento de perigo para o PT e Dilma está servindo para desmascarar vários lobos em pele de cordeiro, cartas marcadas que estão sendo jogadas para tentar reverter a queda vertiginosa que estão sofrendo no Brasil.



Enquanto o Brasil arde em chamas e crises provocadas pelo partido da Nero de saias, cantoras gospel cantam e sorriem.

De acordo com o Blog do Planalto, as cantoras gospel Ana Paula Valadão, Bruna Karla e Damares estiveram hoje com a presidenta Dilma Rousseff para “uma demonstração de apoio e solidariedade.” A presença evangélica incluiu também: Cássia Helena de Sousa, Eyshila Oliveira Santos, Ezenete Alexandrina, Fernanda Hernandes Rasmussen, Irene Maria Hermenegildo Lopes Correa, Juliana Alonso Machado, Leonor Alonso Machado, Mara Maravilha, Maria do Carmo Araujo, Maurizete da Silva Catarina Acioli, Rubia Pinheiro Fernandes, Sonia Haddad Moraes Hernandes e Valnice Milhomens Coelho



Cantoras gospel com Dilma

Marcelo Crivella, um dos mais importantes líderes da Igreja Universal e aliado do governo petista, disse: “Temos neste país uma solidariedade entre as mulheres e foi isso que as cantoras, bispas e pastoras vieram demonstrar.”
Além de Crivella, outros membros importantes do governo presentes eram Gleisi Hoffmann e Gilberto Carvalho, que no ano passado desabafou que os televangelistas neopentecostais são a maior ameaça ao avanço da agenda abortista e homossexualista do socialismo no Brasil. Talvez seja por isso que até agora não tenham convidado, para um encontro com Dilma, o Pr. Silas Malafaia.


Malafaia teria lembrado Dilma a importância de vetar a lei de aborto que foi sorrateiramente aprovada no Congresso Nacional e neste momento se encontra na mesa dela para sanção final.

O pastor assembleiano também explicaria para Dilma o perigo da Lei da Palmada, que tem o aposição da vasta maioria da população do Brasil, mas encontra-se sob votação amanhã apenas porque um ministra de Dilma, Maria do Rosário, pensa que pais e mães que disciplinam seus filhos merecem castigos estatais.
Carvalho, que cuida das reuniões de sua patroa com os evangélicos, não se lembrou de trazer Malafaia, mas já trouxe, como primeira leva de evangélicos para se encontrar com Dilma, Ariovaldo Ramos e a Rede Fale, mais conhecida como Boca de Abobrinha. Ariovaldo já era conhecido de Carvalho e os dois firmaram, na Igreja Presbiteriana de Brasília, uma parceria governo-evangélicos no começo deste ano.
Quanto às cantoras gospel, o Blog do Planalto deixou claro que a reunião delas com a prezidenta “não possuía pauta específica,” isto é, nada de falar sobre aborto ou Lei da Palmada. Foi uma reunião apenas de apoio e solidariedade, cafezinhos e sorrisos, e todos terminaram sorrindo.
Diz a lenda que Nero, o imperador de Roma, mandou incendiar a cidade e colocar a culpa nos cristãos. Enquanto Roma ardia em chamas, Nero cantava e tocava harpa.
No Brasil, seria cômico se não fosse trágico: Enquanto o Brasil arde em crises e Dilma está prestes a sancionar o aborto no Brasil, as cantoras gospel estão cantando e tocando harpa. E sorrindo!
Se estivesse vivo hoje, Nero não estaria sozinho cantando e tocando enquanto Roma era destruída pelo fogo.
Enquanto o governo de Dilma usa toda a sua musculatura contra o povo brasileiro para criminalizar os pais e mães que disciplinam seus filhos, as cantoras gospel só têm um pensamento: prestar apoio e solidariedade a Nero.
Nada de incomodar Nero com questões de aborto e direito dos pais educar seus filhos em casa.
Essas duas questões ficaram totalmente de fora da pauta oficial das cantoras gospel. O Brasil, pelo visto, pode legalizar o holocausto de bebês que as cantoras gospel jamais pensarão em importunar o Nero de saias com uma questão que não merece ser discutida em reuniões no Planalto.


Valnice e Ana Paula Valadão com retrato de Marina, conforme divulgado no Twitter da cantora
E para completar o caos gospel, Ana Paula Valadão e Valnice Milhomens fazem questão de aproveitar a visita para posar ao lado de foto de Marina Silva. Faz todo sentido. Se você pode apoiar um Nero de saia sem fazer cobranças morais, você pode também apoiar uma melância de saia, verde por fora e vermelha por dentro.
A Rede Sustentabilidade, de Marina, tem todas as características que provocam instabilidade moral num país.
Para Valnice, o caos é muito pior. Quase vinte anos atrás, o programa Pare & Pense de Caio Fábio colocou Valnice como apresentadora de um espetáculo jamais visto na programação evangélica do Brasil: Lula sendo, em época de eleição, apresentado ao público evangélico.




Caio Fábio e Lula. Embora fora da foto, Valnice também estava presente

Anos depois, Caio Fábio confessou que a presença de Lula em seu programa de TV era sua estratégia para aproximar Lula dos evangélicos. Valnice, que diz ter dom de revelação, nada viu da manipulação e nem enxergou como ela foi peça-chave do engodo do mestre-cuca da Teologia da Missão Integral.


Se minha esposa estivesse na reunião com Dilma, falaria o que ela precisa ouvir sobre aborto, Lei da Palmada e outros assuntos que são obrigatórios na pauta de verdadeiras cristãs. Mas como não temos o privilégio que as cantoras gospel tiveram, pelo menos recomendo que todos assinem uma petição para que Dilma não sancione a lei de aborto no Brasil. A petição está aqui:http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoListaSignatarios.aspx?pi=P2013N42425
Vamos também nos mobilizar contra a Lei da Palmada, e você pode encontrar informações aqui: http://bit.ly/1bg5Ios
É o mínimo que podemos fazer enquanto o Brasil arde em chamas e crises provocadas pelo partido da Nero de saias.
Com informações do Portal Fé em Jesus.
Fonte: www.juliosevero.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário